Como descobrir o fabricante do implante do paciente?

6 minutos para ler

Quando o assunto é qualquer procedimento na implantodontia, é importante tomar os devidos cuidados para que o resultado seja de qualidade. E um dos pontos principais é saber qual é o fabricante do implante dentário no momento da reabilitação ou manutenção dessa peça.

É que cada dispositivo apresenta uma microgeometria e particularidades próprias, assim, caso os componentes não sejam os indicados, há prejuízos para o paciente e também comprometimento para a reputação do dentista que está realizando o tratamento.

Vamos conversar melhor sobre esse aspecto? Para esclarecer a importância desse tema, conversamos com a Dra. Bruna Ghiraldini, Coordenadora do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da S.I.N. Implant System. Boa leitura!

Por que é importante saber qual é o fabricante do implante do paciente?

Podemos dizer que o segmento dos implantes dentários está relacionado com precisão. Desse modo, para que haja qualidade nos serviços dessa área, uma questão de extrema importância é saber qual é o fabricante do implante dentário do paciente.

É uma situação que pode ocorrer caso você seja procurado por um indivíduo que fez a cirurgia de implante com outro cirurgião-dentista e chegou ao seu consultório para reabilitação, por exemplo. Nessa hora, é recomendado o uso dos componentes protéticos originais da marca, porque existem algumas marcas de implantes no mercado e, consequentemente, uma linha protética própria para sua reabilitação.

Desse modo, conhecer a marca do implante vai possibilitar a aquisição dos componentes corretos. Na situação de ser um paciente que já está reabilitado, é necessário também saber qual é o fabricante para eventuais manutenções, como a troca de algum parafuso. Ter essa informação é importante ainda no caso de alguma fratura de peça, bem como para a troca da coroa ou da estrutura protética, se o paciente desejar.

Devido a todos esses fatores, uma medida recomendada para os implantodontistas é sempre entregar um documento para o paciente que indique qual é o material do seu implante para não haver dificuldades para reabilitação ou manutenção com outros profissionais.

Quais são as possíveis consequências de não saber a marca do implante?

Não é indicado fazer qualquer intervenção sem conhecer o fabricante do implante dentário. Isso pode acarretar a aquisição de um componente genérico que não tenha a melhor adaptação à peça. O resultado? Possíveis folgas entre o implante e o componente e, consequentemente, alguma infiltração ou soltura de parafusos. O material pode ainda não ter exatamente a melhor dissipação biomecânica da força.

“Outro problema é, caso seja necessário fazer alguma reposição de peça, como troca de algum parafuso, não encontrar a que tenha o diâmetro correto para fazer a manutenção adequada”, completa a Dra. Bruna.

Quais são os principais fabricantes de implantes atualmente?

As principais marcas mundiais de implantes dentários são:

  • Straumann;
  • S.I.N. Implant System, que ocupa hoje no Brasil a segunda posição de fabricantes e também atua em mais de 20 países, como Estados Unidos, na América Latina e Europa;
  • Nobel Biocare.

Quais as melhores formas para descobrir o fabricante do implante do paciente?

Pode ocorrer de você receber um paciente para qualquer procedimento com um implante que tenha sido instalado por outro cirurgião-dentista. Então, o que fazer? Nessa situação, a primeira tentativa será entrar em contato com o colega que realizou a cirurgia, visto que essa informação fica anotada no prontuário. Com isso, normalmente, é só pedir ao paciente para entrar em contato com o profissional que fez a instalação do implante para conseguir esses dados.

Mas, e no caso de não haver mais esse contato? “Quando, por qualquer razão, não é possível obter essas informações com o profissional, dá para se valer das imagens de radiografia ou tomografia para reconhecer qual é o fabricante do implante”, orienta a Dra. Bruna.

Outras medidas são: fazer uma pesquisa em banco de dados ou sites do segmento, além de pedir informações em grupos em redes sociais. Ao mostrar as imagens dos exames, é possível reconhecer a macrogeometria do implante, possibilitando que os próprios cirurgiões-dentistas opinem sobre qual é a marca dele.

Como é possível identificar se o implante é da S.I.N. Implant System?

Entre as particularidades da S.I.N. Implant System, está a macrogeometria dos implantes dentários. Cada linha tem características próprias, como a Unitite, que tem câmaras de cicatrização com uma microrrosca interna, que ajuda em sua identificação.

Segundo a Dra. Bruna, existem também consultores científicos da empresa que têm diversas radiografias para comparação, de forma a auxiliar nessa identificação quando isso é perguntado pelos dentistas. “É bem comum recebermos, pela consultoria científica, raios-x de colegas, perguntando se esse implante é dessa marca, porque ele está tentando reabilitar e gostaria de tirar essa dúvida. Por isso, temos uma consultoria especializada nessa questão”, destaca.

Além do fabricante, o que levar em conta antes de realizar manutenções no implante?

É essencial ter a informação correta do fabricante do implante para utilizar um componente adequado. Mas, além do conhecimento da marca da peça, é preciso que o dentista também avalie alguns aspectos antes de realizar a manutenção de um implante dentário.

Ele deve analisar o tipo de prótese, se é uma prótese cimentada, parafusada, se é unida, se vai remover ou não essa peça ou ainda se vai fazer a manutenção em boca. Deve também considerar há quanto tempo o paciente tem esse implante instalado e qual a condição de suporte ósseo do dispositivo em relação à cavidade oral do paciente.

“Dependendo do tempo de uso, é preciso saber se deseja fazer a troca desses parafusos ou não, o que não é obrigatório, mas pode existir uma fadiga dessas peças e, nesse caso, é necessária uma troca e reposição”, acrescenta a Dra. Bruna.

Agora você já sabe por que é importante ter o conhecimento da marca do fabricante do implante dentário. É uma informação para guiar o dentista na aquisição dos componentes corretos, o que vai otimizar seu trabalho e também resultar em uma melhor reabilitação ou manutenção do implante.

Gostou das informações que apresentamos neste post? Busca outras dicas para oferecer mais qualidade nos serviços da implantodontia? Basta curtir a nossa página do Facebook!

Posts relacionados