Transformação digital na odontologia: o guia completo

17 minutos para ler

Ser um dentista bem-sucedido vai um pouco além de somente estudar e investir em cursos. Para acompanhar a concorrência e inovações do mercado é preciso que as suas especializações sejam aliadas à atualização e adaptação à transformação digital na odontologia. 

Diante disso, é preciso que a sua clínica ou consultório se renove constantemente em relação às novidades do setor, para que a atenção dos consumidores esteja voltada para os seus serviços.

A transformação digital já é uma realidade e não se trata somente de digitalizar documentos e automatizar o atendimento, por exemplo, pois as novas tecnologias para a odontologia vão muito além disso. 

Então, por mais óbvio que pareça dizer, o mundo é digital . Por isso, é preciso se adequar a essa nova era, pois gestores desatualizados ou com pensamentos arcaicos se tornam profissionais obsoletos, que perdem espaço no mercado e são vistos como ineficientes.

De exames a inovadores produtos odontológicos, a transformação digital precisa ser considerada nas suas estratégias desde o marketing até seleção de fornecedores. Para se adequar a isso, entenda mais sobre o assunto.

O que é a transformação digital?

A transformação digital na odontologia, como dito, não é somente sobre implantar novas tecnologias, como os softwares de gestão. Esse processo trata-se da integração tecnológica em todos os departamentos e atividades de uma empresa, de maneira que os serviços agreguem valor aos clientes por meio do melhor desempenho e otimização de resultados.

Esse processo é muito implantado como estratégia para redução de custos, aumento de produtividade e elevação no valor dos seus serviços. Porém, o processo de transformação engloba um universo maior de soluções.

Adotar esse modelo de gestão e funcionamento é imprescindível para qualquer segmento e porte de negócio, pois a adaptação a essa transformação está diretamente relacionada a sua capacidade de seu diferencial competitivo. 

Entretanto, é preciso desmistificar um ponto fundamental sobre a transformação digital. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o trabalho humano não se torna substituível por máquinas e sistemas. Afinal, as pessoas são necessárias em todos os estágios da estruturação e gerenciamento digital.

Em contrapartida, é importante que os profissionais se adequem, assim como as empresas, a essa realidade, pois algumas tarefas certamente se tornarão totalmente automatizadas, porém novos processos surgirão, principalmente aqueles voltados para a capacidade de raciocínio, que é algo inteiramente humano. 

Quando se deu o surgimento da transformação digital?

A transformação digital não é algo que ocorreu do dia para a noite. Aliás, esse é um tópico amplamente discutido há algum tempo. O começo desse conceito começou a ser fervorosamente abordado no final da década de 90 e início dos anos 2000.

No entanto, o ponto de partida se deu há cerca de 30 anos, com a informatização e digitalização de documentos nas empresas. Se você parar para pensar, o papel foi transformado em planilhas, que por sua vez, se tornaram aplicativos e sistemas de gestão inteligentes e integrados.

O atendimento já não é somente por telefone, pois há chatbots que fazem o trabalho inicial e mais simples. Os documentos que precisavam ser guardados em pilhas e inúmeros armários se tornaram pastas nos computadores, tornando o compartilhamento, gestão e armazenamento de informações mais ágeis.

Contudo, os processos de negócios e tarefas nas empresas ainda seguiam um modelo que girava em torno de projetos manuais e demorados. Partindo disso, muitos se perguntam: de onde surgiu essa necessidade de transformação digital?

A principal causa dessas mudanças e inovações se deu pelo contexto de globalização que alterou o mercado, a sociedade e as necessidades dos consumidores. Tudo se tornou mais volátil, complexo e com uma imposição de agilidade, rapidez e diferencial. Esses aspectos se tornaram realidade em razão das tecnologias que começaram a avançar de maneira extremamente rápida.

À medida que essas inovações foram sendo disseminadas e se tornaram necessárias a visão de negócio começou a evoluir para o uso da tecnologia. As atividades comerciais foram tomando novas formas e não somente transformadas em mais rápidas.

Afinal, qual é a importância da transformação digital?

Se você gosta de se atualizar, sabe que o termo transformação digital está presente em todos os setores. Por ser um conceito tão falado nos últimos anos, muitos gestores acreditam que seja algo ultrapassado, mera campanha de marketing ou até mesmo algo inútil.

Pensar dessa maneira pode colocar a sua clínica odontológica em cheque, pois a transformação digital nos modelos de negócios está diretamente relacionada à sua capacidade de sobrevivência e competição em um mercado global.

Afinal, essa mudança deve ser encarada não como um evento ou implantação única, mas sim como uma estratégia contínua, considerando que as taxas de mudanças ocorrem cada vez mais rápidas.

Para isso, é necessário que, além de se manter atualizado, entenda sobre a realidade econômica do seu mercado, pois isso dirá o caminho que precisa seguir em seus processos e estratégias.

Então, em linhas gerais, a transformação digital agrega valor em todo o ciclo de interação com o cliente e ainda aumenta a eficiência e toda a potencialidade da sua clínica ou consultório odontológico.

Quais são as mudanças geradas pela transformação digital na sociedade?

A transformação digital impacta de maneira positiva desde os processos internos das empresas até os serviços de utilidade pública. É inegável o fato de que vivemos em um mundo imediatista, principalmente quando estamos na postura de consumidores.

Os hábitos e as necessidades de consumo vêm se alterando ao longo dos anos e conforme o surgimento de tecnologias, sendo que os negócios precisam se adequar a essa movimentação. O ponto destaque é que os clientes não querem somente produtos de alta performance, mas também um atendimento e relacionamento de excelência.

Em âmbito social, a transformação digital promove não só a comodidade e eficiência para os variados serviços que a população tem acesso, mas também auxilia na promoção da saúde.

No setor da odontologia, por exemplo, é possível ter um importante e significativo ganho de agilidade, já que a tecnologia proporciona tratamentos mais eficientes, com menores chances de rejeição pelo organismo do paciente e em menor tempo. Por meio de dispositivos, softwares de escaneamento, melhores recursos para o planejamento cirúrgico e peças inovadoras é perceptível o aumento da precisão no trabalho dos dentistas e resolução dos problemas dos pacientes.

A reprodutibilidade na odontologia também é um dos benefícios proporcionados pela transformação digital, sendo que os profissionais conseguem fazer produções em larga escalada, mas mantendo o nível e padrões de qualidade. Além disso, a tecnologia permite a repetibilidade, ou seja, que os dentistas repitam um trabalho já realizado em um paciente com mais agilidade, pois se consegue salvar o histórico digital da boca, características da arcada e possíveis condições que possa interferir no resultado do tratamento, como diabetes, doenças cardíacas, entre outros.

Tudo isso influencia, indiretamente, a qualidade de vida e no aperfeiçoamento dos resultados dos tratamentos. Tais fatores são de grande relevância, inclusive se tratando da área da odontologia, em que o tempo dos procedimentos e a agilidade no planejamento fazem toda a diferença nos resultados de cada paciente.

E as influências da transformação digital no mercado da odontologia?

A transformação digital chegou ao setor da odontologia por dois principais motivos. O primeiro deles é sobre ter avanços e melhores resultados nos variados tratamentos, e o segundo é em relação à gestão e faturamento de clínicas e consultórios.

Esse acontecimento vem alterando até mesmo o tipo de cliente presente nas clínicas e consultórios. Nos últimos anos, é possível perceber pacientes mais conectados e informados que querem tirar o melhor de cada serviço.

Então, muito além de eliminar o temido barulho do motorzinho dos dentistas e aliviar dores, as inovações tecnológicas promovem o aprimoramento dos materiais e técnicas utilizados e ainda atuam no diagnóstico prévio de doenças, a fim de evitar complicações e futuras disfunções.

Os consultórios e tratamentos odontológicos de hoje são muito diferentes da maneira em que os procedimentos eram realizados antigamente, pois são mais modernos e eficientes. A tendência é que essa renovação e evolução continue para novos métodos, serviços e materiais que ainda nem fazemos ideia de que serão desenvolvidos.

Quais são as soluções trazidas pela transformação digital para a odontologia?

As inovações e digitalizações na odontologia podem ser aplicadas desde processos mais simples, como cáries e tratamentos estéticos, até procedimentos mais complexos e que exigem uma maior aceitação do organismo de cada paciente.

Além de softwares que facilitam toda a rotina em um consultório, existem outras tecnologias que já estão ganhando espaço e deixando métodos antigos no passado. Conheça alguns deles.

Digital Smile Design (DSD)

O intuito do DSD é que os planejamentos dentários sejam digitalizados e que incluam o paciente de maneira mais ativa. A técnica foi desenvolvida por Christian Coachman, que é formado em próteses dentárias, e já é utilizada em muitos consultórios.

Para o método, utiliza-se ferramentas de análise de vídeo, fotos e softwares 3D, sendo que todo esse material é enviado a sistemas de computadores que identificam e simulam alterações em toda a arcada do paciente.

Um dos pilares do DSD é a odontologia emocional, ou seja, que os resultados estejam de acordo não só com o rosto da pessoa, mas com a autoestima, personalidade e desejos de cada um.

Impressões 3D

Impressão 3D, ou prototipagem rápida, é uma tecnologia que produz inúmeros materiais de acordo com um projeto feito em computador. De maneira simples, um desenho é feito em softwares e a impressora projeta o item.

Essa inovação já é capaz de produzir alimentos, próteses dentárias, moldes e até mesmo tecido humano. Essa tecnologia pode ser utilizada tanto no planejamento de tratamentos quanto em procedimentos, como cirurgias de correção e buco-maxilo-faciais.

Lasers para combate à cárie

A transformação digital na odontologia preocupa-se em utilizar métodos inovadores que preservem as estruturas sadias dos pacientes e que não sejam invasivas. O laser para remoção de cáries atua somente no tecido cariado por meio do depósito de fótons de alta ou baixa potência.

O grande destaque dessa tecnologia é a diminuição de 90% da dor, sendo que grande parte dos procedimentos feitos com essa inovação não necessitam da anestesia. Além disso, o calor emitido pelo laser altera a estrutura do esmalte, fazendo com que o dente fique mais resistente aos ácidos e, consequentemente, ao aparecimento de cáries.

Anestesia eletrônica

Na anestesia eletrônica o fluxo do produto tem controle automatizado, isto é, o profissional não precisa se preocupar em comandar a velocidade nem mesmo a liberação do anestésico. O dispositivo é o responsável por liberar pequenas porções, fazendo com que o local seja anestesiado antes mesmo da agulha perfurar.

Esse procedimento é personalizado para as características e necessidades de cada paciente, diminuição quase que absoluta da dor e redução no tempo de sensação dormente na boca. Tal tecnologia proporciona mais tranquilidade ao paciente, inclusive para as crianças, idosos e portadores de necessidades especiais.

Point of care (PoC)

Prevenir doenças e desvios é um dos desafios da odontologia e demais áreas voltadas para à saúde. O PoC é um teste genético que pode detectar bactérias causadoras de cáries e doenças periodontais.

As análises moleculares são feitas por meio de kits que podem ser utilizados em qualquer laboratório ou clínica odontológica.

CAD/CAM

Computer-aided design (CAD) é um software que desenvolve desenhos em 3D, visando a alta performance de guias cirúrgicas, criação de modelos (arcadas e articulações), implantes, próteses, placas para bruxismo, entre outros materiais.

Já o computer-aided manufacturing (CAM) produz os itens desenvolvidos pelo CAD. Para essa impressão tridimensional são criadas camadas de materiais controlados por computador, fazendo com que a gama de possibilidades de criação seja muito maior.

Essa automatização proporcionada pela transformação digital possibilita o aperfeiçoamento do trabalho dos dentistas, que puderam abandonar as confecções artesanais de próteses e implantes. Tais aspectos resultam na diminuição de falhas nos procedimentos, melhor performance e adaptabilidade das peças e melhores resultados.

Quais são os benefícios da transformação digital para as clínicas e consultórios?

A transformação digital é capaz de melhorar não somente a vida das pessoas, mas também aprimorar os processos de gestão e otimização de resultados. Tanto para pacientes quanto para os profissionais, as inovações tecnológicas atuam de maneira efetiva e com benefícios importantes. Veja os principais.

Agilidade no atendimento

Os pacientes não estão mais dispostos a ficarem esperando por um atendimento ou em filas para terem os seus problemas resolvidos. Esse imediatismo se dá, principalmente, em razão da concorrência. Afinal, os consumidores sabem que se não forem bem e rapidamente atendidos tem outras inúmeras opções no mercado.

Os consultórios e clínicas precisam tomar a postura de agradar o paciente e isso começa pelo atendimento. A transformação digital auxilia muito esse cenário, pois existem soluções tecnológicas voltadas para o desenvolvimento de processos mais ágeis e dinâmicos.

De maneira direta, isso é alcançado com sistemas de gerenciamento que automatizam etapas do atendimento, como em marcações online. Já de modo indireto, a eficiência no atendimento é resultado da boa gestão de documentos, agendamentos, cruzamento de informações dos pacientes e tarefas automatizadas.

Redução de custos

Processos automatizados, eliminação de retrabalhos e otimização da mão de obra humana resulta em diminuição de custos importantes para os consultórios e clínicas. As soluções tecnológicas também contribuem para a utilização consciente e racional dos nossos recursos naturais, por exemplo as lâmpadas de LED que consomem menos energia e sistemas solares e de reutilização de água.

Com a eliminação de alguns gastos e a diminuição de custos você terá recursos disponíveis para investir em materiais de ponta e alta performance. O resultado é a agregação de valor aos seus serviços, maior satisfação e fidelização dos seus pacientes e, consequentemente, potencialização do seu faturamento. 

Aumento da visibilidade e faturamento do consultório

Diferencial competitivo é o que destaca o seu negócio em meio a tantas opções que os consumidores têm no mercado. Esse aspecto é sobre agregar valor a algo que somente o seu consultório ou clínica oferece. 

As inovações e serviços gerados pela transformação digital possibilita que a sua empresa ofereça essas opções diferenciadas. Como dito, os pacientes estão cada vez mais atualizados e educados sobre os serviços e produtos que precisam.

Por isso, se o seu negócio oferece uma tecnologia que promove melhores resultados, um atendimento eficiente e materiais de última geração, certamente optarão pelos seus serviços. Portanto, essa transformação atrai a atenção dos consumidores e gera mais visibilidade ao seu negócio.

Precisão nos procedimentos

Os recursos tecnológicos que a odontologia vem desenvolvendo resultam em procedimentos automatizados e com controles eletrônicos. Isso reduz muitas falhas humanas e ainda é possível personalizar ou padronizar processos.

O uso de scanners para tirar moldes dos dentes em vez de massas de moldagem, exames de imagem mais precisos e com riqueza de detalhes e lâminas extremamente finas para a odontologia estética são somente dois exemplos de uma infinidade de procedimentos que podem ter melhores resultados.

Simulações mais precisas

Prever resultados é algo muito difícil, principalmente se tratando de procedimentos odontológicos e da área da saúde, em geral. Essa imprevisibilidade ocorre porque cada organismo reage de uma maneira aos tratamentos e produtos utilizados. Muitos resultados dependem também dos cuidados pós-operatório de cada paciente.

No entanto, as inovações tecnológicas permitem o desenvolvimento de produtos com matérias-primas da mais alta qualidade e procedimentos mais eficientes e condizentes com cada quadro clínico.

Computadores e softwares podem fazer simulações cada vez mais precisas e um planejamento mais fiel a realidade de cada situação. Dessa maneira, profissional e paciente podem visualizar com mais precisão os resultados esperados em cada procedimento.

Como se adaptar à transformação digital?

Os principais e primeiros desafios encontrados na adaptação à transformação digital é, sem dúvidas, a mudança cultural, organizacional e estrutural do seu negócio. Em um primeiro momento, é preciso identificar quais são os obstáculos que impedem a inovação no seu consultório ou clínica odontológica.

A tecnologia precisa ter papel central e fundamental nos seus processos, desde o atendimento até os procedimentos em si. Para isso, é necessário atentar para alguns pontos.

Estude o seu mercado

Nem toda tecnologia disponível no mercado será útil para o seu negócio. Então, antes de investir em inovações, faça um estudo de mercado, conheça as necessidades, preferências e os problemas do seu público-alvo.

Assim, encontrará as inovações que melhor impactem na sua clínica e agreguem valor aos seus serviços.

Implante a inovação

Será necessário abandonar processos arcaicos e estratégias de gestão que já estão ultrapassados. Para que essa mudança aconteça é preciso mudar a cultura da empresa, o modo de enxergar os procedimentos e todo o modelo de gerenciamento. 

Sair do comum, da zona de conforto e dos processos que já está acostumado não é nada fácil, pois demanda tempo e o engajamento de toda a sua equipe. Porém, essa é uma mudança necessária se você não deseja perder espaço no mercado.

Planeje

O planejamento estratégico é a etapa em que definirá os passos para as mudanças, os objetivos com a inovação, processos de decisão, mudanças necessárias, investimentos disponíveis e recursos que precisa captar.

Não aposte nada no escuro, pois isso pode resultar em prejuízos financeiros pesados e estratégias mal elaboradas. Esse processo é parte fundamental de qualquer tipo de alteração, implantação ou investimento na empresa, já que é necessária toda uma preparação para iniciar novos modelos de procedimentos, por mais simples que pareçam.

Sempre comece pela experiência do cliente

A transformação digital não se resume à experiência do cliente, porém esse deve ser o seu primeiro projeto considerando que ele trará os melhores e mais rápidos resultados. Se não é o caso da sua clínica ou consultório, comece digitalizando documentos e armazenando em nuvem e utilize softwares de gestão para agilizar o atendimento e marcações de consultas, por exemplo.

Comece aos poucos para que possa avaliar e mensurar os resultados, pois certamente será necessário fazer adaptações conforme as necessidades dos pacientes e do negócio.

A transformação digital é sobre inovar, renovar, pensar diferente e oferecer o diferente. Então, não se limite aos seus projetos iniciais. Comece aos poucos, mas esteja sempre pensando em atualizações, em novos conceitos de tratamentos e serviços. Assim são construídas empresas referências.

Agora que já entende sobre a transformação digital, assine a nossa newsletter e acompanhe mais novidades e inovações para o consultório!

 

 

Posts relacionados